Fale conosco

O que vc está procurando?

Márcia Piovesan

Famosos

Camilla Camargo desabafa após perder seguidores por apoiar comunidade LGBTQIA+

Camilla Camargo desabafa após perder seguidores por apoiar comunidade LGBTQIA+. Foto: Reprodução/Instagram
Camilla Camargo desabafa após perder seguidores por apoiar comunidade LGBTQIA+. Foto: Reprodução/Instagram

A atriz postou foto em apoio ao Dia do Orgulho LGBTQIA+, perdeu seguidores e desabafou: “Não vou passar a mão”

Após fazer uma publicação em apoio ao Dia do Orgulho LGBTQIA+, Camilla Camargo notou que o número de seguidores caiu e fez um desabafo. Então, nesta terça-feira, 29/06, a filha de Zilu Camargo se pronunciou sobre a queda dos números e destacou a importância do respeito.

“Eu só quero dizer uma coisa. Se postar, que nem eu postei aqui, uma foto a favor de pessoas LGBTQIA+ me faz perder seguidores, gente, não tem problema. Que assim seja, porque aqui é um Instagram de amor, de respeito, de carinho, de deixar os outros livres para cada um ser o que é e o que quer”, assim ela iniciou. 

Então, continuou: “Aqui eu cuido da minha vida e quero que vocês cuidem da sua, com consciência, com amor. Cada um sabe o que é melhor para si. Eu não vou passar a mão em homofobia, machismo, racismo, preconceito. Vou passar a mão e dar carinho, dar amor, a quem dá e retribui amor”. 

Em seguida, Camilla Camargo compartilhou outros story e ressaltou que independente de religião, ninguém pode julgar o outro.

Assim, afirmou: “Mais uma coisa, falar de Deus e de religião para julgar e apontar o dedo… se tem uma das palavras mais importantes da bíblia, é exatamente não julgar e amar ao próximo como a si mesmo”.

Por fim, ela frisou: “Ele não faz distinção de quem. Cada um lê a bíblia e coloca os segmentos de Deus a sua maneira. Para mim, Deus é amor. Deus não julga, Deus não aponta, Deus ama seus filhos todos iguais”.

Camilla Camargo desabafa após perder seguidores por apoiar comunidade LGBTQIA+. Foto: Reprodução/Instagram
Camilla Camargo desabafa após perder seguidores por apoiar comunidade LGBTQIA+. Foto: Reprodução/Instagram