Marina Ruy Barbosa desabafa sobre saúde mental e ataque na web

Marina Ruy Barbosa confessa que chorou com relato de Luísa Sonza e aponta dificuldade de lidar com as mensagens de ódio

Marina Ruy Barbosa. Reprodução/Instagram
Marina Ruy Barbosa. Reprodução/Instagram

Marina Ruy Barbosa conferiu uma entrevista de Luísa Sonza concedeu ao Saia Justa e nas redes sociais fez um sincero desabafo. Comovida com o relato da cantora, que destacou o quanto foi difícil lidar com o ódio recebido após o divórcio com Whindersson Nunes, a atriz falou sobre saúde mental.

Publicidade

Através do twitter, Marina pediu: “Escutem. Assistam. Fofoca é fofoca. Pânico não é brincadeira. Internet não é tribunal. Vocês não sabem as dores que cada uma passa e suas verdades. ACHAM que sabem da vida das pessoas mas NÃO sabem. Sabem trechos, muitas vezes distorcidos e tirados de contexto por clique e audiência”.

Ainda mais, na sequência, ela revelou que visitou a terapeuta nesta sexta-feira, 13/05, e destacou: “Hoje fui na terapia e, sério, vocês não sabem (ou alguns até sabem e fazem de propósito né) o estrago na saúde mental que às vezes a internet/mídia pode fazer. Tipo, nada simplesmente passa. Deixa cicatriz. Twitter virou tribunal de hate!”

++ Marina Ruy Barbosa relembra fim de seu casamento: ‘Frustrante’

Saúde Mental

Além disso, no desabafo a atriz Marina Ruy Barbosa pediu para respeitar o outro, destacando que saúde mental é um assunto que precisa ser tratado com seriedade. Assim, ela deu exemplos de como as pessoas podem reagir a algo que não gosta, ignorando ou evitando entristecer o outro.

Publicidade

“Saúde mental é assunto sério. Não seja o causador da perda de saúde de alguém. Não seja esse tipo de ser de ódio. De amor para quem você gosta. Se não gosta de x, y e z apenas ignore. Não perca tempo querendo entristecer ou atacar alguém que você não gosta. Vocês vão criar uma geração de ídolos e pessoas da mídia cada vez mais distantes, superficiais e com medo disso tudo. Medo do ódio. Uma geração que muitas vezes vai se afastar de tudo por sobrevivência”, escreveu.

Assim, finalizou: “Eu tô falando isso porque hoje na terapia retomei vários assuntos de gatilhos… e aí vi esse vídeo da Luísa e chorei. Porque sei que é pesadíssimo. E acho muito injusto como brincam com as vidas de algumas pessoas. De uma forma irresponsável”.

Publicidade

LETICIA COUTO é formada em Jornalismo, pós-graduada em Comunicação e Produção de Moda e trabalha em redação desde 2020. Já escreveu nas editorias de comportamento e entretenimento, com passagens pelos sites Rolling Stone Country, Máxima Digital, Tititi, Minha Novela, Márcia Piovesan e Mais Novela.