Fale conosco

O que vc está procurando?

Márcia Piovesan

Famosos

Luigi Baricelli celebra retirada de câncer de mama da esposa: ‘Atitude vencedora’

Contente, o ator celebrou a vitória de sua esposa, Andreia Baricelli após ela passar por uma cirurgia para retirada de um câncer de mama

Andreia Baricelli e Luigi Baricelli
Andreia Baricelli e Luigi Baricelli - Crédito: Reprodução / Instagram

Na manhã desta segunda-feira, 09/11, Luigi Baricelli usou seu perfil das redes sociais para celebrar a força de sua esposa, Andreia Baricelli, após ela passar por uma cirurgia para retirar um câncer de mama neste último sábado, 07/11.

Através do Instagram, o ator falou que os dois encararam a situação como uma “atitude vencedora”: “A minha esposa foi diagnosticada com câncer de mama há 15 dias. Como qualquer outro problema, encaramos de frente, superando nossos medos, e criando através do conhecimento, da fé, de amigos, família e uma junta médica, ações para que pudéssemos ganhar essa batalha. Vencemos esta primeira etapa, que foi a cirurgia, com sucesso”, iniciou ele.

Logo em seguida, o galã passou algumas informações da doença, aproveitando, também, para agradecer as mensagens de carinho que recebeu.

 “Segundo dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de mama acomete 66 mil mulheres por ano no Brasil e é o segundo tipo da doença mais comum entre o sexo feminino (atrás apenas do câncer de pele não melanoma). O tumor mata cerca de 17 mil mulheres por ano no país, mas seu tratamento tem grande chance de sucesso (90%) quando o problema é descoberto em estágio inicial”, escreveu.

Por fim, Luigi revelou que a doença da mulher estava em seu estágio inicial, sendo indicado fazer a cirurgia o quanto antes.

“No caso do de mama, em linhas gerais, o tratamento de um tumor pode ser apenas local (com cirurgia e radioterapia) ou também sistêmico (com quimioterapia, terapia alvo e/ou terapia hormonal). Em tumores em estágio inicial, a operação é conservadora, com a retirada apenas da área em que o nódulo está localizado. Já em fases mais avançadas da doença pode ser indicada a mastectomia, que é remoção de toda a mama (em alguns casos, de ambas e/ou de tecidos próximos)”, encerrou.