Thales Bretas desabafa sobre os 3 anos da morte de Paulo Gustavo: ‘Nem o tempo cura’

Viúvo de Paulo Gustavo, Thales Bretas abriu o coração ao fazer sincero desabafo no dia que completa três anos da morte do humorista

Thales Bretas e Paulo Gustavo - Reprodução/Instagram
Thales Bretas e Paulo Gustavo – Reprodução/Instagram

No dia em que completa 3 anos da morte do humorista Paulo Gustavo, Thales Bretas publicou um texto emocionante em homenagem ao pai de seus filhos, Romeu e Gael. Na postagem deste sábado, 04/05, o médico fala sobre a saudade do amado e de como lida com a dor da perda.

Publicidade

“04/05. Ainda que eu tente não me incomodar tanto com essa data, uma melancolia me arrebata antes, durante e depois dela. Embora eu não fale muito publicamente sobre o luto, ele mora dentro de mim, quer eu queira quer não. Ninguém quer. Mas o fato é que eu aprendi ao longo desses 3 anos, é que ele está e estará sempre aqui”, iniciou na legenda da foto em que mostra o marido com os filhos.

Esse agora sou eu. Me transformou pra sempre, como um nascimento. Enquanto o nascimento é a promessa de um novo mundo que se revela aos poucos, a morte é a certeza de que um mundo acabou abrupta e definitivamente. Pessoas me perguntam como consegui “superar” ou seguir após tamanha perda. E a verdade é que não se supera. Nem o tempo cura. Ele te mostra a necessidade de se reencontrar nessa ausência. Na saudade. Na adaptação dos planos”.

Marcas da vida!

No relato, Thales fala sobre continuar a vida, lidando com as coisas boas que pode acontecer e com as feridas que ganhou ao longo do tempo. Vale lembrar que Paulo Gustavo morreu em 04 de maio de 2021, após sofrer complicações causadas pela Covid-19.

“É fato que, pra quem fica, a vida continua. E eu acho, sempre achei e acharei que tem muito o que se viver enquanto nos é dado esse presente. Presente que revoga passado, reinventa futuro… mas revela surpresas, a cada minuto. Horas boas, horas bem amargas… algumas são digeridas em minutos. Outras te marcam como cicatrizes, e te tornam uma pessoa completamente diferente, pra sempre”.

Publicidade

E completou: “E o que é o pra sempre? É esse ínterim que temos pra processar tudo isso enquanto nosso mundo também não apaga a nossa luz… assim é um pouco do que sinto hoje. Amanhã pode ser diferente. Mas minhas marcas carrego comigo. São parte da minha identidade. Nunca o todo. Mas parte, no meu pra sempre, sempre serão”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Publicidade

Uma publicação compartilhada por Thales Bretas (@thalesbretas)

Publicidade

LETICIA COUTO é formada em Jornalismo, pós-graduada em Comunicação e Produção de Moda e trabalha em redação desde 2020. Já escreveu nas editorias de comportamento e entretenimento, com passagens pelos sites Rolling Stone Country, Máxima Digital, Tititi, Minha Novela, Márcia Piovesan e Mais Novela.