Ex-BBB Mayla diz ter sido agredida em boate

Irmã gêmea de Emily fez desabafo após noitada que não terminou bem
Mayla Araújo
Mayla Araújo | Foto: reprodução/instagram
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Uma semana difícil para a ex-BBB Mayla Araújo. Após um vídeo aonde a digital influencer está no chão do banheiro de uma casa noturna paulista viralizar nas redes sociais, a jovem se pronunciou sobre o suposto caso de agressão e deu seu lado da história. 

Durante postagens feitas em seus stories, a irmã de Emily fez um desabafo. Segue uma transcrição dos vídeos: “Gente, acabei de receber uma ligação da minha dinda [madrinha], aos prantros, chorando, preocupada comigo. Então, preciso me pronunciar. Eu e minha amiga, a gente entrou no banheiro, falando de como as roupas do Brás e da 25 de março [zonas de comércio popular da Grande São Paulo], são de boa qualidade e baixo custo. Inclusive, a roupa que eu estava usando era uma roupa do Brás, eu estava me sentindo muito bonita e era uma roupa de qualidade muito boa, enfim”, iniciou. “E a menina achou que a gente estava falando dela. Hoje em dia as pessoas estão com pavio muito curto, agridem as outras e fazem esse tipo de coisa sem ter muito motivo. Desta vez, eu fui a lesada por uma coisa muito banal, que foi pela menina achar que eu estava falando dela”, dando continuidade.

“Então, se um dia vocês virem alguém passando por essa situação, ao invés de filmar, ajudem, porque ninguém merece passar por isso. Minha família, meus amigos mais próximos estavam desesperados me ligando, minha dinda me ligou desesperada. Isso não é nada legal”, alertou sobre o vídeo em que circula nas redes sociais (ver abaixo).

“Tem muita ruim no mundo, eu sei muito bem disso. Mas também tem muita gente do bem. E tenho que agradecer a todas as pessoas que gostam de mim, os amigos que estão mandando mensagens. Tenho que agradecer a Deus por ter vocês”, agradeceu finalizando as postagens.

A jovem não disse se fará um boletim de ocorrência contra a suposta agressora.

Veja mais

Últimas Notícias