Fale conosco

O que vc está procurando?

Márcia Piovesan

TV

Globo Repórter’ analisa problemas de memória

O que fazer quando a memória começa a falhar?

isabela Assumpção globo repórter
A repórter Isabela Assumpção entrevista jovens que praticam meditação em uma escola paulistana para ajudar a memória | Foto: Globo/ Divulgação

O Globo Repórter de amanhã, dia 2, toca num assunto importante nos dias de hoje, em que a velocidade de informações toda conta do dia a dia de pessoas de todas as idades. Esquecer senhas, nomes, rostos e fatos corriqueiros. Quem nunca passou por isso? Geralmente associados ao envelhecimento, os problemas de memória atingem cada vez mais os jovens e até as crianças. O programa vai mostrar alternativas que estão sendo adotadas para combater ou minimizar este déficit nos seus mais variados estágios e em pessoas de todas as idades.

A ansiedade, a pressão e a agitação do mundo contemporâneo e o excesso de informação e estímulos são responsáveis muitas vezes pelo famoso “branco” que atinge muitos estudantes na hora da prova.

A repórter Isabela Assumpção visita uma escola em São Paulo que adotou a meditação como suporte. “Mais tranquila, a pessoa tem melhores condições de ativar a memória. É evidente que isso não funciona só com jovens. Assim, temos uma nova possibilidade de melhora para quem sofre com problemas de memória”, explica Isabela.

Alimentos que ajudam e que atrapalham a memória são mostrados no programa, que ressalta que exercícios físicos são considerados um grande elixir cerebral em qualquer idade, principalmente depois dos 60 anos.

Além de fatores externos, a memória é afetada diretamente pela relevância emocional dos acontecimentos da vida. A emoção é a porta de entrada para a fixação de lembranças. Histórias e vivências dolorosas ou marcantes são difíceis de esquecer mesmo muito tempo depois de terem ocorrido, porque são melhor armazenadas pelo cérebro.

O Globo Repórter vai ao ar depois da novela A Dona do Pedaço.