Fale conosco

O que vc está procurando?

Márcia Piovesan

Música

Gusttavo Lima pede retorno dos shows: ”Nosso segmento não pode mais ficar parado”

Sertanejo usou as redes sociais para pedir retorno de shows presenciais e dividiu opiniões

Gusttavo Lima fala sobre aglomerações. Créditos: Reprodução/Instagram

Às vésperas do feriado de 07 de setembro, o cantor Gusttavo Lima usou as redes sociais para desabafar sobre as pessoas que quebraram a quarentena para viajar e pediu a volta dos shows presenciais.

O cantor sertanejo compartilhou uma postagem feita por Marcos Mioto, pai do Gustavo Mioto, que alegava que as se pessoas estão saindo de casa para ir à praia e outros locais, também podem voltar a frequentar o shows. “Nosso segmento não pode mais ficar parado… São tantas famílias que dependem disso para ter o que comer em casa. Músicos, técnicos, cantores, seguranças, garçons enfim…”, escreveu o artista.

O músico lembrou que o setor do entretenimento está parado desde o início de março, quando a pandemia começou no Brasil, e todos os eventos culturais precisaram ser adiados ou cancelados. Gusttavo lembrou que muitos trabalhadores dependem dos eventos para trabalharem e pediu para que as autoridades encontrem uma forma segura para o retorno das atividades.

“Somos capazes de tomar todas as providências cabíveis, para que os eventos voltem com toda segurança social e conforto para o nosso público!!! O setor de entretenimento pede socorro”, completou o sertanejo.

A postagem do cantor no Instagram dividiu a opinião de fãs, mas recebeu o apoio de outros artistas brasileiros. “Se os bares, as praias estão fazendo errado, vcs vão fazer tbm? Não é errado pelo errado”, disse uma. “Que comparação irresponsável e sem noção. Continua fazendo live e ganhando dinheiro que dá pra continuar pagando todos os funcionários da sua equipe envolvidos”, alegou outra. Já o perfil da banda Unha Pintada distribuiu emojis de palmas nos comentários, enquanto Giannini Alencar concordou: “O entretenimento pede socorro.”

Gusttavo Lima pede retorno dos shows presenciais. Créditos: Reprodução/Instagram