Fale conosco

O que você está procurando?

Márcia Piovesan

Famosos

“Minha vida é outra agora”, desabafa Patrícia Marx após assumir homossexualidade aos 46 anos

Em bate-papo, a ex-Trem da Alegria abriu o coração e revelou que a educação conservadora a fez demorar para assumir o relacionamento com a namorada

"Minha vida é outra agora", desabafa Patrícia Marx após assumir homossexualidade. Crédito: Reprodução/Instagram

Nesta quinta-feira, 02/07, Patrícia Marx participou de uma conversa com o site ‘Gshow’ e abriu o coração ao falar sobre sua homossexualidade.

A ex-Trem da Alegria revelou estar namorando a arquiteta Renata Pedreira e pegou os fãs de surpresa, após guardar o segredo por tanto tempo. Ela contou estar aliviada por finalmente poder falar abertamente sobre o assunto, e confessou que contou a novidade no dia de seu aniversário. Entretanto não havia notado que era comemorado também o Dia Mundial do Orgulho LGBTQIA+.

“Quando vi nas minhas redes sociais, estava recebendo muitas mensagens de parabéns e achei um grande sinal do universo pontuando um novo recomeço na minha vida. Achei muito interessante dizer isso para o mundo e para as pessoas, que sempre se abriram comigo ao longo da minha carreira”, relatou.

Em seguida, ela comentou como tornar o relacionamento público mudou sua vida. “Estou muito feliz com essa nova postura e acho que minha vida é outra agora, completamente diferente. Eu sinto isso. Faltava eu dizer para as pessoas a minha decisão, porque gosto de comunicar as minhas mudanças ao meu público. Estou junto com eles e faço parte da vida deles. Mas, por ser pessoa pública tenho limites, porque também sou um ser humano. Mas de qualquer maneira estou muito feliz, muito mesmo”, comemorou ela.

Educação conservadora

Durante conversa com o site, Patrícia lembrou como a educação que recebeu afetou na decisão de revelar seu namoro.

“Estou muito feliz com isso, de fazer parte desse novo mundo, que fazia parte desde pequena mas à parte disso tudo. Eu não era assumida, porque cresci em uma educação muito fechada. Meus pais tinham muito medo e se preocupavam muito comigo. Eu era famosa, jovem e eles obviamente me protegeram muito, mas hoje sou mãe (Arthur, de 10 anos, com o produtor musical Bruno E.) e faria o mesmo pelo meu filho”, afirmou a artista.

“As pessoas vieram dizer que ajudei elas a saírem do armário. Isso foi tão especial para mim, ouvir isso, que pensei em devolver de uma maneira carinhosa, orgânica, verdadeira e transparente a notícia de que eu também saí do armário. Tenho recebido muito amor, carinho, apoio da comunidade e me sinto extremamente acolhida”, completou.

Vida pessoal

Patrícia e Renata se conheceram através de um amigo em comum em 2019, mas começaram a namorar este ano, segundo a artista. Apesar de tornar o relacionamento público, ela comentou que não deseja entrar em detalhes de sua vida pessoal.

“Me sinto aliviada, leve, outra pessoa por ter comunicado a minha decisão. Como se eu tirasse uma roupa velha que não me cabia mais. Me sinto muito mais livre. Mas, ao mesmo tempo, não quero que minha liberdade se torne uma prisão porque todo mundo quer esmiuçar, saber quem é, o que a gente faz, o que a gente come e como a gente vive”, justificou.

“Tenho limites e não vou falar da minha vida privada mais. Preservo muito isso, porque a Renata não é do meio, é arquiteta, e não gosta de holofotes. Ela é extremamente preservada e respeito isso. Tenho aprendido muito a não me expor demais.”

“Namorei, fui casada e tive algumas relações com homens, mas eu carregava essa questão há muito tempo. Através da psicanálise, consegui resolver isso dentro de mim”, continuou a cantora, que finalizou: “Como muitos casos, que a gente conhece, a pessoa se assume depois mais velha, com muita dificuldade, vergonha. Acho válido todo o caminho, aprendo e aprendi com tudo que passei, com as relações que tive e sou muito grata. Cheguei até aqui e sou o que sou hoje com muita maturidade”.