Fale conosco

O que você está procurando?

Márcia Piovesan

Famosos

Lima Duarte lembra de Flávio Migliaccio: ”Não tive a coragem que você teve”

Em um vídeo de quase 5 minutos, o ator emocionou ao falar dos momentos ao lado do amigos

Lima Duarte presta homenagem a Flávio Migliaccio em vídeo emocionante. Créditos: Reprodução/Youtube

Com muito carinho e pesar, o ator Lima Duarte prestou uma emocionante homenagem ao amigo e colega de trabalho, Flávio Migliaccio. Em um vídeo de quase cinco minutos, o artista falou que entendia a decisão do amigo, mas que não teve coragem para tomar a mesma decisão. 

“Eu te entendo, Migliaccio, porque eu, como você, sou do Teatro de Arena, com Paulo José, Chico de Assis, com o [Gianfrancesco] Guarnieri. Foi lá que aprendemos com o [Augusto] Boal que era preciso, era urgente que se pusesse o brasileiro em cena”, começou ele. 

Lima seguiu comentando sobre as movimentações políticas que acontecem no país, classificando a ditadura como uma “devastação dos velhos”. Ele lembrou de quando foi levado para o DOI CODI e do pedido ao amigo Dionísio Azevedo para tranquilizar suas filhas: “Vai lá em casa e avisa que eles vieram me buscar. Diz para as minhas meninas que papai volta, papai volta”. 

“Agora, quando sentimos o hálito putrefato de 64, o bafio terrível de 68. Agora, 56 anos depois, quando eles promovem a devastação dos velhos, não podemos mais. Eu não tive a coragem que você teve. Mas eu vou logo”, lamentou ele.

Ao final do vídeo, Lima Duarte falou de sua carreira artística e fez uma referência ao Pedro Jáqueras, da peça “Os Fuzis da Senhora Carrar”, de Bertolt Brecht: “Os que lavam as mãos, o fazem numa bacia de sangue”.