Fale conosco

O que você está procurando?

Márcia Piovesan

Famosos

Isabelle Drummond relembra o assassinato do pai

Isabelle Drummond
Isabelle Drummond - Crédito: Reprodução / YouTube

Isabelle Drummond entrega como foi uma fase difícil na vida pessoal e profissional: ‘Um escândalo’

A atriz Isabelle Drummond abriu o seu coração em uma entrevista com Thais Fersoza no YouTube. Ela relembrou uma fase difícil em sua vida pessoal e também na profissional com sua saída do Sítio do Picapau Amarelo e também com o assassinato do seu pai.

Em seu desabafo, Isabelle contou que foi difícil emplacar um novo trabalho depois do programa infantil e sua vida ficou ainda mais atribulada com a morte do pai, que faleceu após levar um tiro em um assalto.

Assim, a artista começou contando sobre o momento em que saiu do Sítio do Picapau Amarelo. “Eu saí do sítio com 12 anos, então quando eu tirei aquela peruca e aquela maquiagem e voltei a ser menina, e comecei a ser uma menina mais velha um pouquinho, você vai ficando mais mocinha, vamos dizer assim. Então, é aquele momento que é de transição para qualquer pessoa. Eu estava vivendo uma transição muito forte, porque eu já queria há muito tempo sair do sítio e o pessoal falava: não, mais um ano, mais um ano… Demorou três anos mais ou menos para eu sair. E eu já não aguentava mais, porque eu queria explorar outras coisas, apesar de eu ter feito… Fiz especial, filmes, mas novela era a minha linguagem. Eu queria entrar nas novelas, que também era o meu sonho desde pequenininha. Entrar naquelas novelas que me encantavam e tal“, afirmou.

Fase difícil

Logo depois, ela citou a morte do seu pai. “E aí quando eu saí do sítio foi justo quando eu perdi o meu pai. A gente estava, acho que, no último ano. Eu não me lembro assim exatamente como estava a minha parte profissional. Mas, assim, foi super um escândalo né, e foi acho que algo que também intensificou esse meu processo interno“, declarou.

Então, Isabelle Drummond ainda falou dos seus sentimentos na época de transição em sua vida. “Daí eu não sei se foi no ano que eu perdi o meu pai, mas eu sei que foi ali foi o início de um processo mais difícil. Nesta novela eu já estava bem mais introspectiva. E daí também eu já estava querendo explorar outras coisas, estudar, viajar, fazer inglês. Eu fui fazer inglês sozinha com 14 anos. Viajei para Cambridge. Eu tinha feito uma novela e daí eu pedi para não fazer nenhuma novela, porque eles tinham me chamado para fazer uma outra novela. Aí eu pedi para fazer umas férias para fazer esse inglês“, relembrou.