Fale conosco

O que vc está procurando?

Márcia Piovesan

Famosos

Claudia Ohana rompe o silêncio após ser acusada de abandonar seus cachorros

Atriz abre o jogo sobre o que viveu para ter que deixar os cachorros na ONG novamente: ‘Confesso que não vi abandono nisso’

Claudia Ohana devolve cachorrinhos que adotou e é detonada na web. Crédito: Reprodução/Instagram

A atriz Claudia Ohana deu a sua versão de tudo o que aconteceu para que devolvesse os seus cachorros para a ONG na qual os adotou. Em um depoimento nas redes sociais, ela disse que teve problemas na coluna e não conseguia mais cuidar dos animais durante a quarentena. Então, a artista fez um acordo com a ONG para que os cachorros ficassem lá temporariamente. Além disso, ela disse que ficou surpresa ao ver que os cachorros foram colocados para adoção novamente e sem falarem com ela.

Confira alguns trechos do depoimento dela:

“Em dezembro de 2019, adotei dois filhotes de dois meses. Infelizmente, em março, três meses depois do convívio com o Thor e com o Tigrão, a pandemia causada pelo Sars-CoV-2 chegou ao Brasil. Foi quando iniciei o isolamento em minha casa. Trancada em casa, sozinha e sem poder sair na rua para passear com eles, me encontrei em uma situação muito difícil”, disse ela.

“Em função da extensão da propagação da pandemia, diante da necessidade deles enquanto filhotes, e das minhas limitações de saúde – comecei a ter crises agudas na minha coluna que comprometeram a minha mobilidade – considerei a opção de devolvê-los. Inclusive, cheguei a falr sobre isso com a Toca do Bicho”.

Então, a atriz contou que pensou em mandar os cachorros para o sítio de um amigo. “Lá, eles teriam mais espaço e poderiam gastar mais energia. Dividi esse pensamento com a Toca e eles me alertaram que eu não poderia fazer isso porque o sítio não tinha muro e que, pelo contrato que assinei com eles, isso era proibido”.

Assim, a ONG sugeriu que os cachorros ficassem lá temporariamente e a atriz aceitou. “Como eu estava em processo de recuperação e com vários outros problemas, acreditei – e acredito – que eles não poderiam estar em melhor lugar. Acabei não ligando para saber deles por esse motivo e porque acabei me ocupando com meu estado de saúde. Paralelo a isso, ainda tive que lidar com a internação na UTI de um familiar muito próximo. Não liguei para a ONG Toca do Bicho e errei, sim, por não ligar”.

Claudia Ohana contou que teve problemas na coluna. “Eu tenho 1,60 de altura e peso 47 quilos. Obviamente, eu passei a encontrar sérias dificuldades de ordem motora para cuidar dos meus doguinhos que cresceram rapidamente e ainda não tinham passado por nenhum processo de adestramento. Confesso que não vi abandono nisso, apenas achei que era a única coisa possível de se fazer em uma situação como a minha. […] Quero reforçar que o motivo da minha separação não foi por conta de móveis estragados. Bens materiais a gente trabalhar e compra de novo. O amor, não. Peço desculpas, mais uma vez, com a esperança de encontrar uma solução, o mais rápido possível, para receber os meus dogs outra vez”.