Fale conosco

O que vc está procurando?

Márcia Piovesan

Famosos

Alessandra Scatena revela como recebeu a notícia da morte do marido

Ex-assistente do Gugu conta sobre ligação do hospital: ‘Perdi o chão’

Dani Albuquerque e Alessandra Scatena
Dani Albuquerque e Alessandra Scatena - Crédito: Divulgação / RedeTV

Alessandra Scatena, ex-assistente de palco de Gugu Liberato, emocionou ao relembrar a morte do marido, Rogério Gherbali, que faleceu aos 56 anos em decorrência da Covid-19. Em conversa com Daniela Albuquerque no programa Sensacional, da RedeTV!, ela relembrou como foi a internação dele, como recebeu a notícia da morte do marido e disse que ele já falava em despedida tempos antes de ser contaminado com o coronavírus.

Alessandra relembrou que o marido começou a se sentir mal alguns dias antes de ser internado, mas achou que era por causa de algo que tinha comido. “Ele tinha diabetes, mas era controlada. Nesses quase 30 anos juntos, nunca ficou internado ou fez cirurgia. Jogava bola, era super ativo, não tinha problema nenhum e, pelas minhas contas, foi no 14º dia, a contar de quando ele começou a se sentir mal em casa, que ocorreu o pico do vírus. Ele foi entubado e nunca mais conversamos”, disse ela.

Então, Alessandra relembrou como foi receber a notícia de que ele foi entubado. “Quando me ligaram dizendo que ele tinha sido entubado, meu mundo caiu. Foi de uma hora para outra, não esperava por isso. Perdi o chão, não consegui me controlar emocionalmente. Os meninos que me deram apoio”, contou.

Na sequência, ela contou sobre a ligação do hospital com a notícia da morte. “Era quase 21h, estava indo para o banho, quando meu celular tocou. Me pediram para ir até lá. Gelei, perdi o chão de novo e meu filho ainda disse: ‘Não vai ser nada, mãe’. Deixei as crianças em casa e fui sozinha. Não conseguia chegar até o hospital, errava o caminho, uma coisa absurda. Fui falando com Deus dentro do carro, chorando desesperadamente, porque estava na cara que ele tinha falecido”, relembrou.

Para finalizar, Alessandra Scatena contou que o marido já estava em clima de despedida tempos antes de ser contaminado como vírus. “Ele falava que sentia que não iria ficar muito tempo aqui e eu brigava com ele quando dizia isso. Ele morreu com 56 anos, mas falava que não chegaria aos 54. Na praia, o Rogério falava para Enrico: ‘Está vendo esses momentos que estamos juntos? É isso que temos que guardar, filho, são esses momentos, porque uma hora não estaremos mais juntos’. E ele vinha falando isso com frequência”, relatou.